Projeções desenvolvidas pelo Gartner indicam que o gasto global com Tecnologia da Informação (TI) deve chegar a US$ 3,8 trilhões no ano de 2019. De acordo com John-David Lovelock, vice-presidente de pesquisa do Gartner, deverá ser notado um crescimento de 3,2% em comparação aos gastos esperados de US$ 3,7 trilhões em 2018. 

“Embora a volatilidade da moeda e o potencial para as guerras comerciais ainda façam parte das perspectivas de gastos com TI, é a mudança de propriedade para serviço que saltando todos os segmentos da previsão. O que isso sinaliza, por exemplo, é o uso mais empresarial de serviços em nuvem – em vez de comprar seus servidores, eles estão se voltando para a nuvem. À medida que as empresas continuam seus esforços de transformação digital, a mudança para ‘pagar pelo uso’ continuará. Isso leva as empresas a lidar com a mudança rápida e sustentada que ressalta os negócios digitais”, comenta. 

Segundo as informações da pesquisa, o setor de software corporativo deve representar o maior aumento dos gastos no próximo ano, com uma fatia de 8,3% do total. Neste ano, o software na nuvem crescerá mais de 22%, enquanto as outras formas de software crescerão apenas 6%. 

“PCs, laptops e tablets atingiram um novo estado de equilíbrio. Atualmente, esses mercados têm demanda estável de consumidores e empresas. Os fornecedores têm apenas diferenciação sutil de tecnologia, o que os está levando a oferecer PCs como Serviço (PCaaS), a fim de prender clientes em fluxos de receita recorrentes e oferecer novas opções de serviços de pacotes”, finaliza.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu