Um levantamento realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) em parceria com a IDC, indicou que o mercado de Tecnologia da Informação (TI) movimentou US$ 38 bilhões no Brasil em 2017. De acordo com os dados, os investimentos são 4,5% maiores que no ano anterior e o País é o que mais têm investido no setor na América Latina. 

As projeções também indicam que o TI deve crescer ainda mais em 2018, principalmente no segundo semestre, o que deve ser em torno dos 4,1%. Para Douglas Scheibler, CEO da BIMachine, os maiores investimentos devem ser direcionados a tecnologias relacionadas a dados como Big Data e Analytics. “São certeiras para determinar tomadas de decisão em cada área do negócio, trazendo ganhos de produtividade, tempo e competitividade desde o chão de fábrica até os setores-cérebro das companhias, como a gestão, o financeiro e o RH”, afirma. 

O especialista explica que o setor ainda conta com a praticidade do armazenamento dos dados em nuvem, o que traz facilidades porque exclui a necessidade de investimentos em infraestrutura para rodagem das soluções e permite que as elas sejam acessadas de qualquer lugar. “É o mundo corporativo entendendo o valor de suas informações e, principalmente, o valor a colher delas para a empresa e para todo seu ecossistema, dos fornecedores aos colaboradores, parceiros e, principalmente, clientes”, conclui. 

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu