A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) divulgou, nesta terça-feira (19.02), que as vendas de etanol hidratado cresceram 42,1% em 2018 no mercado brasileiro. De acordo com a ANP, a alta reflete a busca por uma alternativa ao aumento dos preços da gasolina no ano passado.

Segundo o diretor-geral da ANP, Décio Oddone, o consumo de combustíveis no país, no geral, ficou estagnado no ano, com alta de apenas 0,03%. Ele afirmou ainda que a economia fraca, somada com a alta nos preços dos combustíveis, foi a principal causa desta estagnação. “O Brasil passou 2016 e 2017 com preços acima do mercado internacional”, disse ele, em evento para anunciar o balanço do mercado de combustíveis em 2018.

Além disso, Oddone, que chegou a ir no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para falar sobre a concentração de mercado, defendeu a venda de algumas refinarias da Petrobrás. “A venda de refinarias da Petrobras é boa para a sociedade”, indica. Quanto ao etanol, ele afirmou que “o crescimento foi motivado, em grande parte, pelo ganho de competitividade no preço em relação à gasolina C nos estados com maior produção de etanol”, conclui.

(Equipe do site)

Deixe uma resposta

Fechar Menu